5 1 1 1 1 1 Rating 5.00 (2 Votes)

Ter e não precisar, é melhor do que precisar e não ter...

armamento

Estar armado é na pior das hipóteses, ter opções mais dignas frente aos bandidos, do que implorar de joelhos pela própria vida.

O encontro com criminosos não acontece por nossa escolha, a escolha é sempre dos "disgracentos", que vêem ali, a possibilidade de tirar uma sorte grande ou no mínimo levar alguma vantagem.

E o quê os fazem pensar assim?

O fato de "estarem armados". Sim, é o grande trunfo desses desgraçados, dos menos violentos aos mais cruéis, daqueles que precisam ser varridos da face da terra, dos que cometem os crimes mais nocivos, os de consequências mais trágicas.

Esses putos estão certos! Visto que, são mínimas as chances de encontrarem uma vítima armada, e menor ainda, a de serem devidamente enquadrados*, graças aos órgãos de direitos humanos, que fazem um trabalho primoroso no sentido de inverter conceitos, fazendo com que criminosos se tornem vítimas, vítimas, pessoas más e sem coração, incapazes de perdoar, e os policiais, coitados, carrascos quando se atrevem a cumprir sua primeira função, e matam esses merdas.

... Que prender o quê, que reintegração a sociedade o quê, "vala neles", deveria ser simples assim.

Mas do jeito que tá, o crime compensa. Ser preso e liberado em seguida por um sistema carcerário super lotado, compensa; Tomar uns cascudos dos policiais e ir pra casa no mesmo dia, compensa; Ora, isso é muito pouco para baixar os índices de criminalidade, além do que, os jornais e afins, dão prova cabal de que a justiça no Brasil é cega, lenta, e de braços curtos [e provavelmente manca de uma perna].

... Criminoso prefere casa sem alarme pra invadir, assim, também prefere vítimas sem armas.

Por isso vamos nos armar e dar muito tiro, pra ter a certeza de não errar o alvo quando tivermos a chance, diminuindo essa corja, que já aprendeu faz tempo que o crime compensa!!!

*Enquadrar: neste contexto, matar o cabra, crivar de bala, de preferência com a devida condecoração, e reconhecimento da sociedade e da família da vítima, que se viram livre do estorvo.

Somente usuários registrados podem enviar comentários